Bush sanciona acordo de livre comércio com América Central

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, sancionou a lei para a aplicação do Tratado de Livre Comércio com países da América Central e a República Dominicana, o Cafta, aprovado na semana passada pela Câmara de Representantes. A sanção se segue a uma longa batalha política pelo acordo.A assinatura permitirá a entrada em vigor do Cafta em 1º de janeiro de 2006 com os países que o tiverem ratificado até então - até agora El Salvador, Honduras e Guatemala. Os legisladores de Costa Rica, Nicarágua e a República Dominicana ainda não o aprovaram. A assinatura da lei que aplica o acordo em território americano é uma vitória para Bush, que considerava esse tratado a prioridade de sua política comercial para este ano.No entanto, foi uma vitória que deu trabalho ao presidente americano, pois a Câmara aprovou a lei na quinta-feira por apenas dois votos de margem, após meses de atraso. O Senado tinha dado sinal verde em 30 de junho, com 54 votos a favor e 45 contra.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2005 | 14h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.