Bush tenta garantir corte fiscal de US$ 550 bilhões

Diante da crescente oposição do Congresso ao seu pacote inicial que prevê corte de US$ 726 bilhões em impostos, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, sinalizou que estaria disposto a admitir um alívio fiscal menor."A nação precisa de uma ação rápida do Congresso em relação a um pacote pró-crescimento. Nós precisamos de um alívio de US$ 550 bilhões para fazer a economia crescer", disse Bush, em um pronunciamento no Rose Garden.Na sexta-feira, o Senado dos EUA aprovou um plano orçamentário que permite a concessão de um alívio fiscal de US$ 550 bilhões, mas o presidente do Comitê de Finanças do Senado, Charles Grassley, e líderes republicanos informaram que restringirão o corte de impostos a um total de US$ 350 bilhões.Bush informou que pretende enviar membros da administração para combater o plano do Congresso de diminuir ainda mais sua proposta de alívio fiscal.

Agencia Estado,

15 de abril de 2003 | 14h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.