Bush vai retirar proibição à perfuração em áreas costeiras

Moratória existente desde 1981, porém, não será totalmente revertida até que o Congresso faça o mesmo

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

14 de julho de 2008 | 13h10

O presidente dos EUA, George W. Bush, irá retirar uma proibição executiva à perfuração offshore (em áreas costeiras), afirmou a Casa Branca nesta segunda-feira, 14, aumentando a pressão sobre os congressistas para que eles façam o mesmo. A moratória, existente desde 1981, não será totalmente revertida até que o Congresso retire sua própria proibição.   Veja também:  Preço do petróleo em alta   A retirada da proibição é um ponto importante da resposta da Casa Branca aos preços elevados de energia. No mês passado, Bush chamou a proibição de "antiquada e contraprodutiva", afirmando que a perfuração offshore poderia levar à produção de 18 bilhões de barris de petróleo de forma segura em termos ambientais.   Os democratas afirmam que as empresas não estão usando os contratos de arrendamento existentes e alertam que a nova exploração offshore não teria um impacto nos preços de energia no curto prazo.   A porta-voz da Casa Branca Dana Perino disse que a decisão passa a bola para o Congresso. "Nós vamos seguir adiante e esperamos que isso provoque uma ação do Congresso", disse ela. Bush irá assinar o memorando retirando a proibição antes de fazer um comunicado no Rose Garden, às 14h30 (de Brasília). As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Bushpetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.