coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Business Week destaca corrupção em Wall Street

As investigações de autoridades americanas em relação à conduta de analistas e corretoras nos EUA são tema da edição, com data de segunda-feira, da revista Business Week, que estampa o seguinte título em sua capa: "Quão corrupta é Wall Street?". A matéria promete trazer novas revelações sobre corretoras e analistas que "alavancaram ações duvidosas - sem revelar suas relações de banco de investimentos com as companhias". Segundo a matéria, as investigações em andamento atualmente estão provocando uma crise em Wall Street, cujas implicações "são relevantes". Na terça-feira, a SEC (Security and Exchange Comission) informou estar solicitando a cerca de 10 corretoras que entreguem informações sobre suas práticas de pesquisa. Entre as corretoras estão o Morgan Stanley, a unidade do Citigroup e a Salomon Smith Barney. Paralelamente, está em andamento um investigação encabeçada pelo Procurador Geral do Estado de Nova York, Eliot Spitzer, na Merrill Lynch, por conta da divulgação de e-mails de executivos da corretora revelando que os analistas ocultaram dúvidas sobre empresas, incluindo aquelas que são clientes de bancos de investimentos e que receberam elevados ratings (classificações) desses bancos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.