Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

C-bond sobe 0,3% com ajuste; fluxo segue fraco

O C-Bond, título da dívida externa brasileira mais negociado, está em alta de 0,3%, a 81,375 centavos por dólar. O C-Bond abriu com spread de 670 pontos sobre as T-Notes de 10 anos, mas estava em 653 pontos agora há pouco. "São apenas ajustes. O mercado está à espera das decisões do Federal Reserve", disse um analista.Ontem, a liquidez no mercado de títulos foi considerada muito ruim, após dois dias fortes, em razão de compras de títulos feitas por fundos norte-americanos. Nesta manhã, o fluxo seguia muito fraco, por conta das expectativas sobre o Fomc/Fed. Os Global 40 apresentavam valorização de 0,1%, sendo negociados a 85,50 centavos por dólar na ponta de venda e 85,10 centavos por dólar na ponta de compra. O papel fechou, ontem, a 85,20 centavos por dólar, de acordo com a corretora López & León.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2001 | 11h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.