C-bond sobe 0,62% com recuo do dólar

O título C-Bond, da dívida brasileira, chegou a 81 centavos por dólar esta manhã, dando sequência a recomposição das perdas da semana passada. Nesse nível, o papel operou com valorização de 0,69% do fechamento, segundo a corretora López León. Há pouco, o papel recuava das máximas, operando em 80,937 centavos por dólar, mas ainda em alta (+0,62%) de ontem. Além da aparente tranquilidade nos mercados externos, onde as principais bolsas operam em alta, os papéis da dívida brasileira beneficiam-se da retração do dólar em relação ao real e do avanço da bolsa local. Investidores aguardam o anúncio oficial do swap da dívida argentina, para ver se o país realmente obteve sucesso na operação. Embora a demanda total pelos papéis argentinos, supostamente de US$ 8 bi, tenha animado o mercado, o yield fixado para os Bontes e os Globals ficaram aquém ao esperado pelos observadores. Não havia negócios com os títulos argentinos, de acordo com a López León. Ontem, o FRB fechou em 93,00 centavos por dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.