Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cabral vai propor a Lula adiar a cerimônia do pré-sal

Os governadores do Rio, Sérgio Cabral, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, terão encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no domingo, em Brasília, para uma apresentação dos detalhes dos projetos com a nova regulamentação para a exploração de petróleo da camada pré-sal. Hoje pela manhã, Lula telefonou para Sérgio Cabral para falar sobre a entrega de apartamentos no Complexo do Alemão, uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O governador aproveitou para falar sobre o pré-sal e recebeu o convite do presidente. "A condução do pré-sal está na contramão de como age o presidente. A construção e elaboração desse projeto, que eu não conheço, é o antônimo do presidente, um homem do diálogo. Ele certamente vai nos ouvir. Não vou levar pedido, vou levar as minhas ponderações, porque isso é um perigo muito grande para o marco regulatório brasileiro", afirmou Cabral.O governador do Rio irá propor um adiamento da cerimônia marcada para segunda-feira, em Brasília, para a apresentação formal dos três projetos de regulamentação do pré-sal. Paulo Hartung disse hoje, em Vitória, que está "afinado" com Cabral na defesa de um tratamento diferenciado aos Estados produtores na compensação dos trabalhos de produção de petróleo na região do pré-sal. Cabral, relatando a conversa que teve com Lula, comentou que a criação de qualquer novo marco regulatório, "num momento como esse, tem que ser construído ouvindo os participantes desse processo".Segundo o governador, o presidente mostrou-se surpreso. "Eu acho que essa construção foi feita a quatro paredes, de uma maneira... Eu contei isso para ele e ele se surpreendeu. Ele falou: ''Mas vem cá, ninguém te apresentou o projeto?'' Eu falei: Não, eu não vi o projeto. Eu não tenho condições de comparecer a um evento se não conheço o projeto. A primeira conversa vai ser domingo no Palácio da Alvorada. Vou com o governador Paulo Hartung. E eu tenho certeza que vai ser muito positiva. Eu vou e volto no domingo mesmo", disse Cabral.

IRANY TEREZA, Agencia Estado

27 de agosto de 2009 | 18h16

Tudo o que sabemos sobre:
petróleopré-salgovernadoresLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.