Cacau recua em Londres com estimativa de déficit menor

Cenário: Paula Moura

O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2012 | 02h23

Os preços futuros do cacau caíram ontem na Bolsa de Londres após a divulgação de que a restrição de oferta do produto na safra 2012/13 não deve ser tão significativa quanto se esperava. A Organização Internacional do Cacau (ICCO, na sigla em inglês) estimou o déficit de oferta em menos de 50 mil toneladas. Já o mercado trabalhava com uma projeção de 100 mil a 150 mil toneladas de déficit. Com isso, participantes se ajustaram à nova estimativa e liquidaram posições.

Segundo o banco Commerzbank, o recente aumento dos preços em razão dessas expectativas do mercado tinha sido exagerado. No ciclo anterior, a demanda superou a oferta em torno de 19 mil toneladas, um número que os analistas consideraram pequeno e equilibrado, ressaltou o Ecobank. O contrato para entrega em março da commodity recuou 0,82%, fechando a 1.573 libras por tonelada.

Na mesma bolsa, o café fechou com ganho de 0,59%, sustentado por compras da indústria. A variedade robusta, negociada em Londres, é mais barata do que a arábica, negociada em Nova York, e costuma ganhar mais espaço nos blends das torrefadoras em momentos de crise.

As cotações do açúcar refinado subiram 0,85%. A desvalorização do dólar aumentou o interesse pelo produto, que ficou mais barato para os compradores internacionais.

Ontem foi feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos e as Bolsas de Nova York e de Chicago não abriram. O volume de negócios em Londres também foi menor por conta do feriado norte-americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.