Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Mercado

d1000 faz IPO, ações caem 12% e investidor é penalizado: o que deu errado?

Cadastro de pessoas sem acesso à internet para o auxílio emergencial pode ser feito nos Correios

Medida, parceria com o Ministério da Cidadania, deve atender cerca de 27 milhões de pessoas; visitas às agências serão escalonadas, para evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2020 | 10h00

O cadastro para o auxílio emergencial do governo federal, que varia de R$ 600 a R$ 1,2 mil, já pode ser feito nas agências dos Correios, para pessoas que não têm acesso à internet em casa. De acordo com o Ministério da Cidadania e com os Correios, que fazem essa ação em parceria, as mais de 6 mil agências da empresa estão habilitadas a fazer o preenchimento da ficha do auxílio emergencial. A expectativa é que sejam realizados até 27 milhões de atendimentos. O pagamento é realizado pela Caixa. Os Correios fazem, apenas, o cadastro. 

O número de pessoas que não têm acesso à rede mundial de computadores no Brasil, segundo pesquisa divulgada no final de maio deste ano ainda é alto. Mesmo com o crescimento do alcance da internet no País, constatado no documento, com mais de 130 milhões de pessoas podendo acessar o mundo online, um em cada quatro brasileiros (26%) ainda não tem acesso à internet

O cadastro será feito gratuitamente nas agências. Para evitar aglomerações em meio à pandemia do novo coronavírus, o atendimento será feito de maneira escalonada. O acompanhamento da solicitação do auxílio também poderá ser feito nos Correios, respeitando, de acordo com o Ministério da Cidadania, os dez dias de prazo para análise do pedido. É necessário retornar com o comprovante do atendimento de cadastro e CPF. O atendimento será realizado por um funcionários dos Correios, que, de acordo com o ministro Onyx Lorenzoni, "vai cuidar de todos os detalhes", conforme nota divulgada pelo ministério. 

Calendário para solicitação do auxílio emergencial nos Correios 

As datas para o atendimento nas agências, para os interessados em fazer o cadastro, são fixadas pelos dias da semana. 

  • Segunda-feira: nascidos em janeiro e fevereiro; 
  • Terça-feira: nascidos em março e abril; 
  • Quarta-feira: nascidos em maio e junho; 
  • Quinta-feira: nascidos em julho, agosto e setembro; 
  • Sexta-feira: nascidos em outubro, novembro e dezembro. 

Documentação necessária para fazer o cadastro nos Correios 

Para solicitar o benefício em uma agência dos Correios é preciso levar: 

  • Documento de identificação oficial com foto, em que conste o nome da mãe do beneficiário. Essa informação é solicitada no ato do cadastro. 
  • CPF do usuário e dos membros da família que dependem da renda do titular 
  • Dados bancários ou um documento de identificação que possa servir para abrir uma conta digital da Caixa, caso não tenha conta em banco. Pode ser RG, CNH, passaporte, carteira de trabalho, RNE, para estrangeiros, ou CIE, para estudantes. 

Atendimento 

Grande parte dos postos dos Correios funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. O acompanhamento da liberação do benefício também pode ser feito nos canais disponibilizados pelo Ministério da Cidadania, Dataprev e Caixa ou ainda pelo telefone 121.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.