Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Cadastro positivo sai da pauta da Câmara e pode ser retomado só em julho

Ainda restam dez destaques que precisam ser apreciados; proposta ainda vai retornar ao Senado

Idiana Tomazelli e Anne Warth, O Estado de S.Paulo

20 Junho 2018 | 21h36

BRASÍLIA- O projeto de lei que cria o cadastro positivo saiu da pauta desta quarta-feira, 20, da Câmara dos Deputados. O texto-base da proposta já foi aprovado pelo plenário, mas ainda restam dez destaques que precisam ser apreciados e podem alterar a redação final.

+ Câmara aprova texto-base do cadastro positivo por 273 a 150 votos

O mais provável é que o cadastro positivo só retorne à pauta da Câmara no início de julho, já que a semana que vem será de baixo quórum devido às festas juninas e também ao terceiro jogo do Brasil da Copa do Mundo, marcado para a próxima quarta-feira, 27. Como a proposta foi alterada pelos deputados, ela ainda retorna ao Senado.

A estratégia do governo deve ser concentrar esforços para a aprovação no Senado, já que todos os destaques, mesmo que aprovados na Câmara, podem ser revertidos pelos senadores. Ou seja, é possível restabelecer o texto-base durante a votação no Senado.

+ 'Não é improvável que o consignado possa bater abaixo de 1%', diz presidente do Santander Brasil

Neste momento, a sessão na Câmara vota os destaques (mudanças no texto) no projeto de lei sobre a cessão onerosa. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse mais cedo que há acordo para levar os trabalhos hoje até as 23h.

Há ainda na pauta a votação de dois pedidos de urgência: do projeto de lei que facilita a venda de distribuidoras da Eletrobrás e do projeto de decreto legislativo que permite a venda de etanol pelos produtores diretamente aos postos de combustíveis.

Mais conteúdo sobre:
cadastro positivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.