Cade absolve Microsoft da acusação de venda casada

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) absolveu hoje a Microsoft da acusação de venda casada de softwares voltados para o gerenciamento financeiro. O processo, que acabou sendo arquivado por unanimidade pelo plenário, foi aberto em 1998, após denúncia apresentada pela empresa Paiva Piovesan Engenharia e Informática. A acusação se baseava numa compra dos softwares feita pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal sem licitação pública.Apesar da vitória nesse caso, a Microsoft está ainda sendo investigada por suposta venda casada de produtos e serviços, em conjunto com a empresa TBA Informática, em outro processo administrativo. O julgamento deste caso está suspenso por força de uma liminar concedida na semana passada por pela Justiça Federal de Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.