Tasso Marcelo/Agência Estado
Tasso Marcelo/Agência Estado

Cade aprova acordo de distribuição entre Ambev e Red Bull sem restrições

Parceria entre as empresas foi formalizada em abril; Heineken e Cervejaria Petrópolis questionaram práticas anticompetitivas

Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2019 | 10h33

BRASÍLIA - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, na última terça-feira, 17, ato de concentração de Ambev e Red Bull do Brasil. O acordo, aprovado sem restrições, é um contrato de distribuição entre as duas empresas, por meio do qual a Ambev distribuirá ou revenderá bebidas energéticas da Red Bull em determinados pontos de venda do território nacional.

 

A Ambev e Red Bull informaram ao Cade em abril deste ano, quando a operação foi formalizada, que a transação tem como objetivo "aliar a capilaridade, capacidade, rotas de distribuição e expertise da Ambev no mercado de bebidas, com o interesse da Red Bull em expandir a distribuição de suas bebidas energéticas no Brasil. Além disso, as partes entendem que a operação representará, para a Ambev, a oportunidade de distribuir uma marca com envergadura internacional."

O caso vinha sendo acompanhado pelas empresas Heineken e Cervejaria Petrópolis, que demonstraram preocupação com o negócio. As duas companhias entraram como terceiros interessados no processo, dizendo-se temerosas de que o negócio pode consistir em práticas anticompetitivas no segmento de energéticos.

O aval do Cade à parceria comercial de Ambev e Red Bull está publicado em despacho no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 17.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.