carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Cade aprova compra da Eleva Alimentos pela Perdigão

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou hoje, por unanimidade e sem restrições, a aquisição da Eleva Alimentos pela Perdigão, realizada no final de outubro do ano passado. À época do anúncio da fusão, especialistas na área de alimentos avaliaram que, com o negócio, a Perdigão conseguiria ultrapassar a rival Sadia e assumir a liderança em faturamento no segmento de processamento de carne suína e de frango no Brasil. No ano anterior, a Sadia tentou comprar a Perdigão, mas a oferta foi recusada pelos fundos de pensão que são os maiores acionistas da Perdigão.A Eleva, que comercializa carne de frango e suína, também é dona de marcas importantes de leite, como a Elegê, entre outros produtos lácteos. A empresa foi fundada em 1959, no Rio Grande do Sul. De acordo com informações do site da companhia, ela empregava à época do anúncio de venda para a concorrente mais de 9 mil funcionários diretos e possuía uma rede de quase 20 mil produtores de leite e 2,5 mil produtores integrados de frango e suínos.Durante o julgamento, hoje, o conselheiro relator do caso no Cade, Luís Fernando Rigato, destacou que a análise dos técnicos da Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda revelou uma concentração horizontal com o negócio, da ordem de 25% a 27%, no segmento de carnes processadas. "No entanto, observa-se um grande rival, que é a Sadia, com cerca de um terço desse mercado, capaz de manter as condições de competição no setor", afirmou o relator em seu voto.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

27 de fevereiro de 2008 | 12h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.