Cade aprova compra de 23,1% de Termoaçu por Petrobras

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra pela Petrobras dos 23,1% de participação da Neoenergia no capital social e votante da usina termelétrica Termoaçu. A decisão está em despacho da Superintendência-Geral do órgão publicado hoje no Diário Oficial da União.

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

02 de julho de 2013 | 12h17

Com a aprovação do negócio, a Petrobras, que já detinha 76,9% da termelétrica, assume o controle integral da usina. A Termoaçu fica localizada no município de Alto do Rodrigues (RN) e tem capacidade instalada de 367,9 MW.

Segundo documento do Cade, "por parte da Petrobras, a operação justifica-se pelo fato da empresa ter identificado uma oportunidade de aumentar sua capacidade de geração, aumentando a eficiência e a confiabilidade do seu parque gerador, contribuindo desse modo para o suprimento de energia para o País".

Tudo o que sabemos sobre:
CadeTErmoaçuPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.