Cade aprova compra de fábrica da Azaléia pela Vulcabrás

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou hoje, sem restrições, a venda da fabricante gaúcha de sapatos Azaléia para a concorrente Vulcabrás. A operação foi anunciada em julho do ano passado. Segundo o comunicado feito à época, a Azaléia produz 45 milhões de pares de sapatos por ano, emprega 14 mil pessoas e, no ano passado, faturou cerca de R$ 800 milhões. A Vulcabrás é menor, mas vem crescendo em ritmo rápido nos últimos cinco anos.O negócio foi analisado pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, em cinco segmentos comerciais diferentes: calçados esportivos, calçados para uso profissional (botas de plástico), chinelos de dedo com tiras plásticas, calçados femininos e vestuários esportivos. Os conselheiros não encontraram riscos de problemas concorrenciais que poderiam resultar do negócio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.