Cade aprova compra pela Bunge de fatia da japonesa Itochu em usinas de cana

O Conselho de Administração de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição pela Bunge Açúcar & Bioenergia, da multinacional Bunge, das cotas que ainda não possuía em duas usinas de cana-de-açúcar da JB BioEnergy, segundo despacho publicado nesta quarta-feira do Diário Oficial da União.

REUTERS

20 de agosto de 2014 | 09h23

A operação consiste na aquisição pela Bunge de cotas da JB BioEnergy, da holding japonesa Itochu Corporation, equivalentes a 20 por cento do capital social das usinas Agroindustrial Santa Juliana e Pedro Afonso Açúcar e Bioenergia. A Bunge passa a deter controle exclusivo dos ativos.

A usina Santa Juliana fica no Triângulo Mineiro e a Pedro Afonso, no Tocantins. Ambas têm a produção de açúcar e etanol como foco.

"A consolidação do controle das empresas alvo pela Bunge decorre da definição da sócia (Itochu) de se retirar do mercado de açúcar e bioenergia brasileiro em razão das incertezas de mercado atuais", afirma documento arquivado junto ao Cade.

"Para a Itochu, a saída da parceria se deve às incertezas de rentabilidade futura do negócio, resultante das políticas governamentais adotadas para combate à inflação", acrescenta o documento.

Na época em que a parceria entre a Bunge e a Itochu foi anunciada em 2008, as empresas afirmaram que investiriam 800 milhões de dólares no projeto. O valor do último acordo não foi revelado.

(Por Priscila Jordão)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSBUNGEUSINAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.