Cade aprova fusão de produtores de suco Citrovita e Citrosuco

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira a fusão das produtoras de suco de laranja Citrovita, do grupo Votorantim, e Citrosuco, do grupo Fisher, mediante algumas condições que constarão de um Termo de Compromisso de Desempenho (TCD).

LEONARDO GOY VILLAR, REUTERS

14 de dezembro de 2011 | 20h13

O Termo prevê duas medidas principais. O congelamento, por cinco anos, da expansão dos pomares próprios e o compromisso de repassar, por 10 anos, informações para os citricultores.

O objetivo do Cade com essa troca de informações, segundo o advogado da Fisher, Fábio Beraldi, é "tornar as condições de comercialização mais equilibradas".

"Todas as medidas são duras, mas foram aceitas", disse o advogado.

Anunciada em maio de 2010, a operação já havia sido aprovada em maio desse ano pela União Europeia.

A fusão vai criar a maior empresa global de suco de laranja, com vendas anuais de cerca de 1 bilhão de dólares e participação de 25 por cento no mercado mundial de suco.

A Citrosuco (grupo Fisher) era a segunda maior exportadora de suco de laranja do mundo, e a Citrovita (Votorantim) a terceira.

Com a aprovação da fusão, a nova companhia superará a Cutrale, tradicional líder nas exportações de suco de laranja do Brasil, o maior exportador global.

Os dois grupos terão cada um 50 por cento na companhia após a fusão.

Em maio de 2011, a Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), que faz parte do sistema antitruste brasileiro, já havia concluído que a união dos ativos de suco de laranja da Citrosuco e da Citrovita não gerava prejuízo à concorrência.

O órgão argumentou que o poder da companhia resultante da fusão no mercado de laranja in natura é improvável devido ao grande número de produtores. Além disso, quase que toda a produção de suco de laranja é exportada.

A votação do caso no Cade ocorreu no escuro, devido a uma queda de luz no prédio do órgão regulador, em Brasília.

(Reportagem adicional de Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSLARANJACADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.