Cade assina acordo com Petrobras e Ipiranga Asfaltos

Apro é necessário porque o mercado de asfalto também é afetado pelo ato de concentração que resultou na compra da Ipiranga pela petrolífera

Agencia Estado

14 de junho de 2007 | 16h49

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) assinou nesta quarta-feira, 13, um acordo de preservação da reversibilidade da operação (Apro) com a Petrobras e a Ipiranga Asfaltos (Iasa). Segundo o conselheiro relator, Luiz Fernando Rigatto, o acordo é necessário porque o mercado de asfalto também é afetado pelo ato de concentração que resultou na compra da Ipiranga pela Petrobras, operação anunciada em 19 de março.Pelo acordo, as duas empresas se comprometem a manter a estrutura administrativa da Ipiranga Asfaltos, manter as marcas e produtos usados pela empresa, além das estruturas logística, distribuição e comercialização da Iasa.O acordo proíbe também mudanças administrativa na Iasa que impliquem dispensa de mão de obra e transferência de pessoa entre seus estabelecimentos quando o objetivo foi a integração da Ipiranga na Petrobras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.