Cade julga nesta semana recursos da Vale e da CSN

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deverá julgar esta semana os recursos apresentados pela Vale do Rio Doce e pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). As mineradoras pedem mais esclarecimentos sobre as decisões tomadas pelo colegiado no último dia 10 de agosto, a respeito das aquisições de pequenas mineradoras e descruzamento de participações acionárias entre a Vale e a CSN. Os dois recursos deverão ser julgados esta semana.Os advogados das duas mineradoras alegam que há "obscuridades e omissões" no texto da decisão final (Acórdão) do Cade publicada no Diário Oficial na primeira semana de setembro. Na prática, a apresentação dos embargos suspendeu a contagem do prazo de 30 dias fixado pelo conselho para que a Vale escolha qual dentre dois pacotes de medidas adotará para que, no entender do Cade, seja restabelecida a concorrência nos mercados de minério de ferro e logística. A Vale deve optar entre vender uma das mineradoras compradas (Ferteco) e todos os ativos relacionados a ela ou então abrir mão da preferência que tem na compra no minério excedente produzido na mina "Casa de Pedra" da CSN e ainda unificar sua presença no conselho deliberativo da ferrovia MRS Logística.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.