Cade rejeita acordo e decide julgar ação contra Iguatemi

Shopping center é processado por concorrente devido a práticas abusivas contra a competição

Isabel Sobral, da Agência Estado,

04 de setembro de 2007 | 16h01

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) rejeitou nesta terça-feira, 4, a proposta de acordo do Shopping Iguatemi pela qual este eliminaria uma das duas cláusulas dos contratos que mantém com lojistas como forma de superar disputas com outros shoppings de São Paulo.  Uma das cláusulas que desagradam os concorrentes é a de exclusividade total do lojista com o Iguatemi, e a outra é a exigência de que o empresário não abra nenhuma loja da mesma rede em um raio de dois quilômetros de distância do shopping. O Iguatemi havia proposto ao Cade a eliminação da primeira cláusula (com a manutenção da segunda). Um dos concorrentes que se sentem prejudicados é o Shopping Eldorado, que fica a menos de um quilômetro do Iguatemi e entrou com reclamação no Cade afirmando que as exigências prejudicam a concorrência. Com a rejeição da proposta de acordo feita pelo Iguatemi, os conselheiros começaram a julgar o processo administrativo em que o Iguatemi é acusado pelo Eldorado de práticas abusivas contra a competição. Os advogados estão fazendo a defesa dos contratos e, a seguir, os advogados dos reclamantes deverão usar a palavra, antes de os conselheiros começarem a anunciar seus votos.

Tudo o que sabemos sobre:
Cadeshopping Iguatemi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.