Cade volta a adiar julgamento do caso Nestlé-Garoto

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) adiou hoje, mais uma vez, o julgamento do pedido de reapreciação do veto imposto pelo tribunal, em janeiro, à compra da fábrica capixaba de Chocolates Garoto pela multinacional Nestlé. O adiamento se deveu a pedido de vista formulado pelo conselheiro Luis Scallope.Tampouco foi julgado hoje o processo em que as companhias aéreas Varig, Transbrasil, TAM e VASP são acusadas de formação de cartel de tarifas, em 1999. Na sessão anterior do Cade, há duas semanas, o conselheiro Roberto Pfeiffer pediu vista do processo e ainda não o trouxe de volta a julgamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.