CAE do Senado vai debater royalties de petróleo

A descoberta de campos gigantescos de petróleo no Brasil e a forte elevação dos preços do produto no mercado internacional acirraram a disputa entre os Estados em torno dos royalties pagos pelas empresas do setor. Por sugestão dos senadores Aloizio Mercadante (PT-SP) e Renato Casagrande (PSB-ES), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado decidiu fazer uma audiência pública para debater os critérios técnicos de repartição dos royalties.Para a audiência, com data ainda a ser definida, a CAE decidiu convidar o presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, o presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Haroldo Lima, e o presidente do IBGE, Eduardo Nunes. Os senadores estão interessados, principalmente, em esclarecer como serão distribuídos os royalties dos supercampos de Tupi, Júpiter e outros que podem ser descobertos em águas ultraprofundas (na camada de pré-sal) da plataforma continental do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.