Caem os preços nos supermercados

Os preços nos supermercados de São Paulo tiveram queda 0,34%, na semana de 23 a 30 de novembro, conforme pesquisa realizada pelo InformEstado. No mês passado, o setor teve retração de 0,15%, mas no ano acumula alta de 4,58%.Na análise por categorias de produtos as carnes lideraram o aumento da semana, com alta de 0,59%. Logo em seguida vieram os frios e laticínios, com aumento de 0,13%. Enlatados, bebidas e doces permaneceram com preços estáveis. Registraram queda os produtos de mercearia (0,45%), limpeza (0,67%), higiene (1,30%), ovos (2,04%) e matinais (2,86%).Entre os supermercados pesquisados, o Sé teve o maior reajuste na semana, com alta de 2,08%. Quem mais reduziu foi o Wal Mart (Pacaembu) com queda de 3,09%. Os produtos in natura ficaram mais caros nas feiras livres e mais baratos nos supermercados. A pesquisa do InformEstado mostra que na semana as feiras apresentaram alta de 1,94% e os supermercados queda de 1,37%. No acumulado de novembro as feiras tiveram reajuste de 3,53% e os supermercados, de apenas 0,59%.Nas feiras o maior aumento foi das frutas (13,14%). As verduras subiram apenas 0,31% e os outros produtos tiveram queda: cebola, alho e batata (2,04%), legumes (3,81%) e ovos (6,80%). Nos supermercados, cebola, alho e batata puxaram a alta, com aumento médio de 2,62%. As verduras subiram 1,40%. Ficaram mais baratos os legumes (3,36%), os ovos (2,04%) e as frutas (1,92%).Cesta básica apresentou altaA cesta básica do paulistano, pesquisada pelo Procon/Dieese, na última semana de novembro, teve alta de 0,16%. Seu preço médio, que no dia 23 era R$138,39, passou para R$ 138,61 no dia 30. O item alimentação subiu 0,38%, limpeza teve queda de 0,53% e higiene pessoal de 0,78%. No acumulado do mês a cesta teve redução de 1,35%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.