Caem recursos para países emergentes

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vê com preocupação a queda de entrada de recursos nos países emergentes. "Há um reconhecimento sobre uma repentina parada do fluxo de capital para os mercados emergentes", afirmou o vice-diretor-gerente do Fundo, John Lipsky. Relatório divulgado recentemente pelo Instituto de Finanças Internacionais (IFF) apontou que os recursos para essas nações cairão de US$ 1 trilhão para cerca de US$ 150 bilhões neste ano. Segundo ele, os países em desenvolvimento foram afetados pela crise de duas maneiras. Além da restrição do fluxo, está havendo queda das exportações.

, O Estadao de S.Paulo

31 de janeiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.