Café atinge pico de preço em Nova York

A firme demanda por café no mercado internacional seguiu sustentando os preços futuros da commodity na quinta-feira. A oferta limitada do produto levou o contrato com vencimento em dezembro a fechar em alta de 2,16%, cotado a 201,0 centavos de dólar por libra-peso, na Bolsa de Nova York. Segundo analistas, houve um grande volume de compras por parte de torrefadoras e indústrias do setor. Essas empresas estão disputando o produto no mercado futuro, buscando garantir seu suprimento. Há receio de que as chuvas prejudiquem a oferta nos mais importantes países produtores. A corrida fez com que os preços rompessem a barreira dos 200 cents/lb pela primeira vez em 13 anos. A máxima foi a 203,50 cents/lb.

Análise: Filipe Domingues, O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2010 | 00h00

Outra commodity agrícola com preços sustentados na bolsa é o algodão, também por conta de demanda firme. O contrato com vencimento em dezembro avançou 1,27% e terminou a 115,71 cents/lb. Ontem o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos divulgou o volume exportado pelo país e surpreendeu o mercado, que esperava vendas menores. A China, maior importador mundial da fibra, foi novamente o principal destino. O que se questiona agora é se as exportações continuarão firmes. O preço parece estar alto para países como o Paquistão, onde a indústria já esgotou quase todas as oportunidades de crédito para comprar no exterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.