Estadão
Estadão

carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Cai número de famílias com dívidas

Porcentual de consumidores com contas atrasadas recuou de 23,1% para 22,7% em novembro, primeira queda desde fevereiro

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2015 | 02h05

RIO - O País registrou redução no número de famílias inadimplentes e endividadas na passagem de outubro para novembro. O porcentual de consumidores com contas em atraso diminuiu de 23,1% em outubro para 22,7% em novembro, o primeiro recuo na inadimplência desde fevereiro, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O endividamento teve queda pelo segundo mês seguido. A fatia de famílias com contas a pagar caiu de 62,1% em outubro para 61,0% em novembro. Já o total de consumidores que declarou não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso manteve-se estável nos últimos dois meses, em 8,5%.

A CNC ressaltou que há um movimento sazonal característico dessa época do ano que favorece a quitação de dívidas.

"A gente sabe que existe esse efeito, no último trimestre do ano e em janeiro, de redução no endividamento e na inadimplência. As pessoas aproveitam o pagamento do 13.º salário para pagar contas e quitar dívidas em atraso. Mas não deixa de ser positivo esse recuo, porque a inadimplência vinha de vários meses de alta", observou a economista Marianne Hanson, da Divisão Econômica da CNC.

Tudo o que sabemos sobre:
famíliasdívidasinadimplência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.