Cai o volume de cheques devolvidos em junho

O volume de cheques devolvidos registrou queda de 11,8% em junho ante maio, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pela Serasa. De acordo com a pesquisa, foram devolvidos 20,9 cheques sem fundos por mil compensados no mês passado, contra 23,7 verificados em maio. A Serasa informou que 139,8 milhões de cheques foram compensados no mês passado e 2,9 milhões destes foram devolvidos. Em maio, houve 153,2 milhões de cheques compensados e 3,6 milhões foram devolvidos.Na avaliação dos técnicos da Serasa, o menor número de dias úteis em junho contribuiu para a queda do volume de cheques devolvidos na comparação com o mês anterior.Tomando como base o mesmo período do ano passado, entretanto, houve um aumento de 9,4% no volume de cheques devolvidos por falta de fundos. O índice de cheques sem fundos em junho de 2005 havia sido de 19,1 por mil. No período, foram compensados 162,1 milhões de cheques e 3,1 milhões foram devolvidos.O levantamento fez também um balanço do primeiro semestre de 2006, e foi verificada alta de 19,8% no volume de cheques devolvidos, em relação com o mesmo período do ano passado. O índice passou de 18,2 cheques devolvidos por mil nos primeiros seis meses de 2005 para 21,8 cheques por mil entre janeiro e junho deste ano.No primeiro semestre de 2006, foram compensados 874,3 milhões de cheques, sendo 19,1 milhões devolvidos por insuficiência de fundos. No mesmo período do ano passado, o total de cheques compensados havia sido de 980 milhões, e o de devolvidos de 17,9 milhões.De acordo com a Serasa, o aumento dos indicadores de cheques devolvidos em junho no primeiro semestre de 2006 pode ser explicado pelo maior endividamento da população, junto com a má concessão de crédito. "Além disso, o varejo vem ampliando os prazos de pagamento, de modo que parte dos compromissos assumidos no início do ano, associados às compras efetuadas no Dia das Mães e na Páscoa, ainda compromete a renda disponível do consumidor", avaliou a empresa.A pesquisa ainda revelou que Roraima foi o estado campeão no ranking de cheques devolvidos a cada mil compensados, com um índice de 91,8. Já o Estado de São Paulo foi o que apresentou o menor índice, com 17,3 cheques devolvidos por mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.