Cai volume de negócios com Petrobras

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) operou em alta durante toda manhã. No início da tarde, registrava alta de 2,24%. Depois de representarem mais de 40% dos negócios na Bolsa, na semana passada, as operações com as ações ordinárias (ON, com direito a voto) e preferenciais (PN, sem direito a voto) da Petrobras caíram para cerca de 16% do volume de negócios.Apesar disso, o total das operações ficou em R$ 383 milhões, uma das médias mais altas dos últimos dias. Depois das ações da Petrobras, os papéis mais negociados foram as ordinárias e as preferenciais da Telemar - 11% do volume de negócios da Bolsa. As ações mais valorizadas voltaram a ser do setor elétrico. As maiores altas da manhã foram: Eletropaulo, 4,46%; Cesp PN, 4,26%; e Eletrobras ON, 3,95%. Juros no BrasilDurante a manhã, as taxas de juros ficaram estáveis. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagavam juros de 16,770% ao ano, no início da tarde, frente a 16,840% ao ano registrados na sexta-feira. Parte dos analistas do mercado financeiro acredita que a taxa de juros básica - Selic - pode sofrer mais uma redução de 0,5 ponto porcentual na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), nos dias 22 e 23 de agosto. Nesse caso, a taxa cairia de 16,5% para 16% ao ano. Caso isso ocorra, o mercado acionário pode receber o ingresso de mais investidores, pois as aplicações em renda fixa prefixada e pós-fixada perdem rentabilidade. Porém, só deve comprar ações quem pode ficar com o dinheiro investido até que se consiga a rentabilidade desejada. Caso o investidor já tenha um período pré-estabelecido para efetuar o resgate, corre o risco de ter que sacar a aplicação em um momento em que o papel esteja em baixa. Veja mais informações sobre o investimento em ações no link abaixo.Por outro lado, há alguns profissionais que acreditam que a Selic não deve ser reduzida nesse mês. Isso porque os índices de inflação vêm se mantendo pressionados. Os juros um pouco mais altos evitam o consumo e diminuem as pressões sobre os índices inflacionários.Poucas oscilações foram verificadas no mercado de câmbio. No início da tarde, a moeda norte-americana era negociada a R$1,8030 na ponta de venda dos negócios e oscilou entre R$ 1,8040 e R$ 1,8000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.