Caiado diz que governo é preconceituoso e insensível

O presidente da comissão de Agricultura da Câmara, deputado Ronaldo Caiado (PFL-G), disse hoje que o governo é "preconceituoso, insensível e que não tomou qualquer ação em relação à crise enfrentada pelos agricultores do Brasil". De acordo com Caiado, que acompanha uma comitiva de deputados e senadores em visita à Agrishow, em Ribeirão Preto, quando o problema foi apresentado aos principais ministros do governo "eles fizeram cara de paisagem". Caiado afirmou que o governo coloca condicionantes aos deputados para que o setor agropecuário possa ser atendido. "Como se o quadro emergencial pudesse aguardar a discussão de matérias que não têm consenso e jamais serão discutidas no momento de crise como este." Ele citou ainda que o governo não toma medidas necessárias, "para impedir a entrada de arroz do Uruguai, para combater o cartel de frigoríficos instalado no Brasil e para garantir a implantação do seguro rural." Na opinião do deputado Ronaldo Caiado, "o agricultor é tratado como bode expiatório e boi de piranha, como se fosse responsável pelo aumento dos preços do produtos". Caiado encerrou parafraseando o cientista Albert Einstein. "O Einstein disse que era mais difícil quebrar o átomo, quanto era menor a partícula, do que o preconceito. O problema do governo é o preconceito com o agricultor." A comitiva de parlamentares visita hoje estandes do Agrishow, em Ribeirão Preto. Às 14 horas está prevista uma reunião com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues.

Agencia Estado,

19 Maio 2005 | 11h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.