Caiado diz que governo não quer assumir responsabilidade

O presidente da comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (PFL-GO), rebateu hoje as declarações do presidente Luis Inácio Lula da Silva, que disse em Portugal que o principal responsável pela sanidade do gado é o dono do rebanho. "O governo contingenciou a verba da defesa sanitária e agora quer posar mais uma vez como quem nada sabe. O governo não quer assumir suas responsabilidades", disse Caiado. Ele classificou como uma atitude "/economia/noticias/2005/out/13/82.htm" o corte de verba da defesa agropecuária e disse que é responsabilidade do governo fiscalizar a vacinação dos rebanhos, controlar os animais na fronteira e avaliar a qualidade das vacinas oferecida aos produtores."A declaração do presidente foi desastrosa. Ele quer encontrar um boi de piranha que seja responsável por um erro seu", disse o deputado. Para ele, ao deixar a defesa sanitária sem recursos, "o governo foge de uma responsabilidade que é sua".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.