coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Caixa: aporte de R$ 1,5 bi reforça concessão de crédito

A equipe econômica decidiu reforçar o capital da Caixa Econômica Federal em R$ 1,5 bilhão para aumentar a capacidade do banco de gerar novos empréstimos. Segundo a instituição, a injeção de recursos publicada no Diário Oficial é "fruto das negociações da Caixa com o governo". A necessidade de mais dinheiro passou a ser debatida mais fortemente nos últimos meses, quando a Caixa iniciou a investida no mercado com a redução de juros e das margens, o spread bancário. Segundo o banco, o capital extra dará suporte à estratégia de crescimento no mercado de crédito.

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 17h09

Alinhada com o Palácio do Planalto, a instituição financeira tem sido mais agressiva nos empréstimos e financiamentos com o corte das taxas e aumento dos volumes oferecidos. A intenção de Brasília é fomentar a demanda interna, especialmente das famílias. Antes do novo aporte de R$ 1,5 bilhão, o banco recebeu R$ 500 milhões no fim de 2011 em operação semelhante. Mesmo com os R$ 2 bilhões a mais no caixa, a instituição federal cita que as conversas sobre o tema "estão abertas", o que pode resultar em novos aportes nos próximos meses.

O dinheiro novo foi anunciado em decreto presidencial com a data de ontem. O texto aprova o aumento de capital do banco em R$ 1,5 bilhão com a "transferência de ações ordinárias da Petrobras e/ou ações ordinárias da Telebrás, excedentes à manutenção do controle acionário da União, a critério da Secretaria do Tesouro Nacional". Operação idêntica foi realizada em dezembro de 2011, com R$ 500 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Caixaaportecrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.