Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Caixa deve anunciar, no Dia da Mulher, promoções e benefícios para o público feminino

Banco deve reduzir, para empreendedoras, de forma permanente a meta de vendas que garante a isenção do aluguel mensal das maquininhas de cartão

Thaís Barcellos, O Estado de S.Paulo

07 de março de 2022 | 11h29

Brasília - A Caixa deve anunciar nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, um conjunto de promoções e benefícios para clientes do público feminino durante o mês de março. Segundo fonte ouvida pelo Estadão/Broadcast, as medidas devem ser divulgadas em evento no Palácio do Planalto, que está sendo coordenado pelo Ministério da Mulher, da Família, e dos Direitos Humanos, mas deve contar com a participação de várias áreas do governo - que tem menor popularidade com o público feminino.

Na Caixa, as principais medidas são descontos em taxas de juros em linhas de crédito pessoal para pessoa física e de capital de giro para pequenas empresas. Para mulheres empreendedoras, o banco também deve reduzir de forma permanente a meta de vendas que garante a isenção do aluguel mensal das maquininhas de cartão da Caixa.

No mês de março, as taxas de juros do Crédito Direto Caixa (CDC), linha de crédito pessoal pré-aprovada, terá taxas de juros mais baixas para mulheres. Os valores disponíveis para contratação variam de R$ 300 a R$ 50 mil, com prazo de pagamento de até 60 meses.

Já para as microempreendedoras individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) que têm mulheres como sócias majoritárias, a Caixa deve oferecer melhores condições no GiroCaixa Fampe. A linha de capital de giro é garantida pelo Sebrae por meio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe). Empresas de portes maiores também podem ter facilidade em operações de crédito.

Além disso, a contratação do Seguro Vida Mulher deve ter condições especiais no mês de março. Em relação às maquininhas Caixa, a meta de vendas para isenção do aluguel mensal, que custa R$ 79,90, deve cair de R$ 1.000 para R$ 100 por mês, no caso de MEI que sejam mulheres.

Segundo a mesma fonte, a Caixa ainda deve aproveitar a data para dar publicidade a produtos voltados para esse público, como a Previdência Mulher e o Cartão Caixa Mulher, com limite a partir de R$ 500 e sem anuidade, para compras nacionais e internacionais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.