Veja quem tem direito ao saque do FGTS nesta quarta; tire as dúvidas

Aniversariantes de setembro a dezembro que têm poupança na Caixa já podem realizar Saque Imediato; não-correntistas que nasceram no mesmo período recebem a partir de janeiro

Ana Luiza de Carvalho - O Estado de S.Paulo

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Você leu 4 de 5 matérias gratuitas do mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar a partir de R$1,90

A Caixa Econômica inicia nesta quarta-feira, 09, o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para quem faz aniversário entre os meses de setembro e dezembro e tem poupança na instituição. 

Saque extraordinário do FGTS permite que o trabalhador recebe até R$ 500 por conta; quem tem uma conta ativa e outra inativa, por exemplo, pode receber até R$ 1 mil Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Serão creditados R$ 5,1 bilhões nas contas de 12,6 milhões de trabalhadores. Para atender à demanda, os bancos da Caixa vão funcionar em horário estendido. Confira o expediente de cada agência:

  • Agências que abrem às 8h: Encerram o expediente duas horas mais tarde
  • Agências que abrem às 9h: Começam o expediente uma hora mais cedo e fecham uma hora mais tarde
  • Agências que abrem às 10h: Começam o expediente duas horas mais cedo
  • Agências que abrem às 11h: Começam o expediente duas horas mais cedo

Quem nasceu entre setembro e dezembro  mas não abriu uma poupança na Caixa até 24 de julho terá que esperar: neste caso, o pagamento começa em 24 de janeiro e vai até 06 de março de 2020, dependendo do mês de nascimento. Até agora, já receberam os aniversariantes de janeiro a agosto com poupança na instituição.

O saque extraordinário foi autorizado por um decreto do governo federal em julho. O objetivo inicial do governo era liberar até 35% de cada conta mas, após pressão do setor de construção civil, ficou estabelecido o teto de R$ 500. De acordo com empresários da área, a liberação porcentual implicaria em um efeito cascata prejudicial à economia brasileira. 

“Confio no bom senso do governo. Não tem dinheiro para saque extra, desestabiliza o fundo e gera desemprego no setor”, afirmou à época o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), José Carlos Martins.

Cálculos do governo apontam que os saques extraordinários do FGTS, junto com a liberação dos saldos do PIS/Pasep, podem injetar até R$ 30 bilhões na economia brasileira em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020, aumentando a previsão inicial de crescimento do PIB de 0,81% para 1,1%. No último dia 9, o mercado reajustou a projeção de crescimento do PIB para 0,87%. 

Quem tem direito ao saque de R$ 500 do FGTS?

Os contribuintes podem sacar até R$ 500 de cada conta do FGTS. Um trabalhador com uma conta ativa e outra inativa, por exemplo, pode receber até R$ 1 mil. De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, 96 milhões de trabalhadores devem ser beneficiados.

Calendário do saque imediato do FGTS

O saque será autorizado de forma escalonada dependendo da data de aniversário de trabalhador. Os primeiros a receber são os correntistas da Caixa, a partir de 13 de setembro. Em seguida, foram liberados os pagamentos para os aniversariantes de janeiro que não possuem conta na Caixa. Neste caso, a liberação ocorre a partir de 18 de outubro. 

Uma semana depois, em 25 de outubro, recebem os não-correntistas que nasceram em fevereiro. Os valores devem ser sacados até 31 de março de 2020. Quem não quiser retirar os valores deve comunicar a Caixa até 20 de abril de 2020. Confira o calendário completo de pagamentos:

Calendário da liberação do FGTS

Confira quando e como os saques podem ser feitos

Fonte: CEF

Como consultar o saldo da conta no FGTS

É possível acessar o extrato do FGTS pelo site da Caixa e também pelo aplicativo, disponível para os sistemas operacionais Android, iOS e Windows.

Confira como se cadastrar no app:

  • Clique em “Primeiro acesso”, na parte inferior da tela.
  • O aplicativo o direcionará à parte de “Contrato”. Aceite os termos de uso.
  • Em seguida, será preciso informar seu  Número de Inscrição Social (NIS), que pode ser consultado nos extratos do FGTS, na carteira de trabalho ou Cartão do Cidadão.
  • Depois, insira seus dados pessoais, como nome completo, nome dos pais, data de nascimento, naturalidade, CPF, número da carteira de identidade e título de eleitor.
  • Por fim, crie uma senha de acesso.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato