Caixa começar a liberar crédito complementar do FGTS

A Caixa Econômica Federal liberou nesta terça-feira, no primeiro dia de pagamento do crédito complementar do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), R$ 227,14 milhões para os trabalhadores que foram pessoalmente às agências buscar o dinheiro. A maior parte dos recursos, no entanto, só estará disponível na sexta-feira, para os trabalhadores que optaram em receber a parcela na forma de crédito em conta corrente em outra instituição financeira.De acordo com o levantamento feito pela Caixa os trabalhadores titulares de 60% das contas identificadas para o pagamento semestral de julho fizeram a opção de crédito em conta corrente. A Caixa estima que liberará neste pagamento R$ 1,531 bilhão. Desse total R$ 1,398 bilhão poderá ser sacado porque o trabalhador preenche uma das condições da lei do Fundo de Garantia, que é ter sido demitido sem justa causa, estar aposentado ou ser portador de doença grave.O pagamento do crédito complementar do FGTS é devido aos trabalhadores que tinham emprego com carteira assinada em janeiro de 1989 e março de 1990, época dos planos Verão e Collor1. Parte da correção monetária devida na época não foi incorporada ao saldo das contas, o que resultou num passivo reconhecido pela justiça e objeto de acordo para o pagamento em parcelas no governo passado.Agora em julho a Caixa está pagando a quarta e penúltima parcela para os trabalhadores que assinaram o termo de adesão e têm entre R$ 2 mil e R$ 5 mil a receber. Estão também recebendo a terceira parcela de um total de sete, os trabalhadores que têm entre R$ 5 mil e R$ 8 mil a receber. Os trabalhadores que têm mais de R$ 8 mil a receber estão tendo acesso à segunda parcela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.