Caixa desmente que tenha desistido de ações sobre FGTS

Em nota divulgada no início da tarde, a Caixa Econômica Federal afirma que não são procedentes as informações publicadas na edição de hoje do jornal O Globo de que a instituição teria desistido de 360 mil ações referentes à correção dos saldos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e que, com isso, estaria pagando o FGTS com correção.A nota da Caixa é bem curta. Eis a íntegra: ?Em relação à matéria publicada hoje no jornal O Globo e distribuída nacionalmente pela Agência Globo, intitulada ´Caixa desiste de 360 mil ações e pagará FGTS com correção´, a Caixa Econômica Federal esclarece que não são procedentes as informações publicadas referentes à desistência das ações pela CEF. Destaca também que nenhum dos membros da diretoria, assessoria jurídica e de imprensa deu qualquer entrevista nesse sentido.? Na sua reportagem, o jornal O Globo informa que a Caixa vai desistir de recorrer das 360 mil ações na Justiça pedindo a correção dos saldos do FGTS referente aos planos Verão e Collor I. "A Caixa tomou a decisão porque já havia jurisprudência no Supremo Tribunal Federal (STF) dando ganho de causa aos trabalhadores e a instituição concluiu que não valia a pena estender a briga na Justiça. Com a desistência, somente no STJ a estimativa é que 1,5 milhão de pessoas sejam beneficadas. O acordo será formalizado hoje entre a Caixa e o STJ."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.