Caixa diz que aumentará em 20% financiamento habitacional

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Mattoso, disse hoje que o financiamento habitacional este ano será R$ 5,3 bilhões, 20% a mais do que foi ofertado no ano passado. Segundo ele, para reduzir o déficit habitacional do País, estimado em 6 milhões de moradias, teriam de ser investidos R$ 6 bilhões por ano durante dez anos seguidos. Os R$ 5,3 bilhões deste ano irão financiar 360 mil moradias, beneficiar 1,4 milhão de pessoas e criar 500 mil empregos. Ele disse que R$ 4,4 bilhões serão aplicados em financiamentos de habitação para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Elas representam 94% do déficit de 6 milhões de moradia.Para saneamento, os recursos previstos este ano são de R$ 1,4 bilhão. "Cada R$ 1 investido em saneamento representa economia de R$ 4 na saúde", afirmou Mattoso. Segundo ele, pelo menos 40% desses recursos já estão disponíveis. O presidente da Caixa cobrou maior participação do setor privado no financiamento habitacional e disse que hoje 90% dos financiamentos de moradia passam pelo banco estatal. Ele reconheceu que, para aumentar a participação do setor privado, é "absolutamente indispensável uma redução das taxas de juros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.