Caixa e BB lançam linha de crédito de R$ 3 bilhões para motos

Governo também prorroga a desoneração da Cofins para motocicletas e estende acordo para manter empregos

Anne Warth e Ricardo Leopoldo, da Agência Estado,

17 de dezembro de 2009 | 15h50

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil lançam nesta quinta-feira, 17, uma linha de crédito de R$ 3 bilhões para o financiamento de motocicletas no País. Do total, R$ 200 milhões são oriundos de recursos do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) e R$ 2,8 bilhões serão disponibilizados pelas instituições financeiras. O financiamento será feito diretamente nas revendedoras por meio de bancos parceiros. No caso do BB, será o banco Votorantim, e no caso da Caixa, o Panamericano.

 

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou também a prorrogação da desoneração da Cofins para motocicletas com até 150 cilindradas para 31 de março. A alíquota antes do benefício era de 3% e foi zerada, com repasse integral ao consumidor. O ministro afirmou que o acordo para a manutenção dos empregos na indústria do setor também foi prorrogado até 31 de março.

 

A renúncia fiscal relacionada à isenção de Cofins, segundo Mantega, será de R$ 54 milhões. O ministro esclareceu também que o benefício da Cofins havia terminado no fim de setembro e que vinha sendo cobrado pelo setor sobre a possibilidade de renová-lo desde então.

 

O foco da linha de crédito será na oferta de motos com até 150 cilindradas, segmento responsável por 90% das vendas de motos. A Caixa e o BB também avaliam ações para intensificar a oferta de consórcios para motos, modalidade que representa hoje 32% das vendas do setor. O País tem hoje uma frota de 14 milhões de motos e é o quarto maior mercado em vendas, atrás de China, Índia e Indonésia. O setor tem hoje 11 empresas instaladas no País, com previsão de elevar investimentos e expandir o parque industrial.

Tudo o que sabemos sobre:
CaixaBBmotos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.