Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Caixa: inadimplência afeta resultado do 3º trimestre

O aumento da inadimplência afetou negativamente o resultado da Caixa Econômica Federal no terceiro trimestre. Segundo o vice-presidente de Controle e Risco da instituição federal, Marcos Vasconcelos, o aumento da inadimplência, principalmente nas pequenas e médias empresas, prejudicou o resultado do banco, que foi 89% menor que o registrado em igual período do ano passado.No terceiro trimestre, a Caixa destinou R$ 545 milhões à provisão de créditos com pagamento duvidoso. O valor é 218,7% maior que o visto em igual período de 2006. Segundo Vasconcelos, o salto foi gerado pelo aumento da inadimplência nas pequenas e médias empresas.A inadimplência desse segmento, segundo ele, aumentou fortemente nos últimos meses. O vice-presidente não apresentou números exclusivos desse segmento, mas observou que a falta de pagamento por parte desses clientes afetou toda a carteira de crédito das empresas. Nesse setor, a inadimplência saltou de 5,3% em janeiro de 2006 para 8% em fevereiro de 2007."Tivemos uma falha operacional criada pela ampliação muito grande do volume de crédito, que gerou necessidade de um trabalho maior de retaguarda (análise de crédito). Foi aí que tivemos um estrangulamento", diz Vasconcelos. O aumento da inadimplência, ainda que em período anterior ao registrado no balanço, fez o banco revisar os processos de modo a destacar valor maior para a cobertura de eventuais prejuízos gerados pelo não pagamento das dívidas.Vasconcelos também diz que houve aumento da inadimplência entre as pessoas físicas, com destaque para o cheque especial e cartão de crédito. Nas duas linhas, segundo ele, a taxa de crescimento das carteiras foi maior que a vista na média do próprio banco. No trimestre, a Caixa lucrou R$ 62,5 milhões, resultado 89% menor que o mesmo período do ano passado.

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

23 de novembro de 2007 | 18h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.