Caixa já abriu 340 mil contas para população de baixa renda

O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, disse hoje que já foram abertas, nos últimos 45 dias, 340 mil contas para a população de baixa renda, dentro do projeto de microcrédito lançado pelo governo federal. Segundo ele, a instituição financeira espera colocar no mercado R$ 100 milhões até o final do ano, com o programa. A Caixa espera apenas a normatização do projeto pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Mattoso informou que "a microfinança será destinada aos que tenham conta por mais de 3 meses, sem nome no Serasa e também para os que tenham conta-poupança de até R$ 100". Ele informou que o programa de crédito começa 30 dias após a definição das normas pelo CMN. "Temos que adaptar, ver qual será a taxa de juros e a moldagem do programa considerando as regras, e, a partir daí, colocar imediatamente no mercado", disse. Mattoso cobrou maior participação dos bancos privados no financiamento habitacional (segundo ele a Caixa financia 90% da habitação), mas admitiu que as altas taxas de juros inibem o setor. "É absolutamente indispensável, se nós pretendermos maior participação do setor privado, que essa redução da taxa d e juros, que se iniciou no mês passado, se confirme agora e se desenvolva nos meses seguintes no sentido de possibilitar uma maior participação do setor privado", disse.

Agencia Estado,

23 Julho 2003 | 18h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.