Caixa já abriu 500 mil contas para baixa renda

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Mattoso, criticou hoje o papel do sistema financeiro na concessão do crédito ao setor privado, e destacou que o banco estatal deve atingir na próxima semana a abertura de 500 mil contas direcionadas à população de baixa renda, resultado que era esperado para o final deste ano.Agora a meta da instituição passou a ser um milhão de novas contas até o final de 2003. Ele disse que entre 1998 e 2001, 91% do financiamento do setor habitacional foi feito pela Caixa. "Isso é um equívoco, o setor privado deveria participar mais."O presidente da Caixa disse que esta é uma demonstração de quem duvidava da eficiência da iniciativa, o que forçará o sistema financeiro a ter uma postura de maior concorrência. Ele disse que a parcela mais pobre da população chega a pagar juros de 400% ao ano junto a financeiras para comprar um simples ferro de passar roupa de R$ 21,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.