Caixa já financia até 100% do valor de imóvel usado

Instituição também aumentou o prazo de amortização do financiamento, para até 30 anos

AE, Agencia Estado

14 de maio de 2008 | 20h40

A Caixa Econômica Federal anunciou na quarta-feira que ajustou as operações para quem pretende adquirir um imóvel usado a partir da Carta de Crédito FGTS, dando o mesmo tratamento dispensado às operações de imóveis novos. Segundo nota divulgada pela instituição, os destaques são a ampliação da quota de financiamento para até 100% do valor do imóvel e o aumento do prazo de amortização, para até 30 anos.O programa Carta de Crédito FGTS é uma linha de financiamento que dispensa a necessidade de depósitos na conta vinculada do Fundo de Garantia para contratação do serviço.A ampliação da quota já está em vigor, com adoção de porcentual variável em função do sistema de amortização. Para o pagamento em até 20 anos, o cliente pode financiar até o valor total do imóvel. Até 25 anos meses é possível financiar até 90%. Para prazo de até 30 anos, o interessado financia até 80% da quantia. O porcentual é aplicado sobre o menor valor entre a avaliação da Caixa e o valor de compra e venda do imóvel. A Caixa alerta, no entanto, que os limites dos imóveis variam de região para região. Para Distrito Federal e municípios das áreas metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, o valor chega a R$ 130 mil. Em cidades com população igual ou superior a 500 mil habitantes, municípios do entorno do Distrito Federal, demais capitais estaduais e regiões metropolitanas, o limite é de R$ 100 mil. Nas demais cidades, de R$ 80 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
CaixaFGTS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.