Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Caixa já tem menor juro para empréstimo e cheque, diz Procon

Nesta quinta, Dilma Rousseff disse que Lula determinou a revisão das taxas cobradas pelos bancos públicos

Redação,

11 de dezembro de 2008 | 17h05

Pesquisa realizada pelo Procon-SP mostrou que a Caixa Econômica Federal (CEF) já possui as menores taxas tanto para cheque especial (7,98%) como para empréstimo pessoal (4,49%). A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou que os bancos públicos façam uma revisão em suas taxas. Nessas categorias, os maiores juros são cobrados, respectivamente, pelos bancos Safra (12,30% para cheque especial) e Real (8,15% para empréstimo).   Veja também:  Lula mandou BB e Caixa cortarem juros, diz Dilma  Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise      Já o Banco do Brasil pratica taxas bem mais elevadas. A instituição financeira cobra 8,62% de juros por mês para o cheque especial e 6,50% para os empréstimos pessoais. Segundo o estudo, as instituições financeiras continuam apertando o crédito e a taxa de juros para empréstimo já é a mais elevada desde 1999.   Dilma disse ainda que o governo quer uma explicação de quais são as razões técnicas "de spreads tão elevados". Ela acrescentou que "o medo não é técnico e obter maior lucratividade em cima da retração brasileira não é correto."   Spread é a diferença entre o juro cobrado nos empréstimos e as taxas pagas pelos bancos aos investidores. Esta diferença é o que determina o lucro dos bancos nas operações de crédito.   Em 2008, comparando os meses de janeiro e dezembro, a taxa média do cheque especial apresentou maior alta, com acréscimo de 1,12 ponto percentual. No caso do empréstimo pessoal, a elevação correspondeu a 0,89 ponto porcentual.   A pesquisa de juros para pessoa física do Procon-SP considerou as taxas do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, ABN Real, Safra, Santander e Unibanco no dia 2 de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Procon-SPCaixaBanco do Brasiljuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.