Caixa lançará fundo imobiliário

A Caixa Econômica Federal (CEF) espera concluir até novembro o lançamento do fundo imobiliário da instituição, que terá como lastro o edifício regional da empresa no centro do Rio. A previsão, segundo o vice-presidente da Caixa, Wilson Risolia, é captar R$ 100 milhões nesta primeira emissão, de forma pulverizada. A CEF vai fazer um leilão para escolher a instituição financeira que irá administrar este fundo.Risolia disse que a instituição não vai garantir nenhuma rentabilidade mínima para este investimento, mas acredita que deverá oscilar em torno de IGP-M mais 6% ao ano. Cada cota terá o valor unitário de R$ 1 mil e deverá ser negociada na soma vinculada à Bovespa. Ele esteve hoje na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no Rio, e acredita que até segunda-feira concluirá a apresentação dos documentos exigidos pela entidade. Esta venda visa reduzir o grau de imobilização da Caixa para se enquadrar ao índice de Basiléia, exigido pelo Banco Central.Além do prédio no centro do Rio, a Caixa Econômica está vendendo outros 500 imóveis onde funcionam suas agências e outras dependências. Amanhã, o banco conclui o processo de licitação dos primeiros 124 imóveis deste lote. A instituição recebeu 401 propostas.O vice-presidente de logística da Caixa, Mário Haag, acredita que a instituição conseguirá arrecadar R$ 700 milhões com a venda dos 500 imóveis. Os imóveis que serão leiloados terão contratos de locação a longo prazo com a Caixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.