Caixa: mutuários adimplentes terão benefícios

A Caixa Econômica Federal (CEF) pretende classificar seus futuros mutuários segundo a capacidade de pagamento que eles apresentarem. O sistema funciona do seguinte modo: quem mantiver em dias as prestações da casa própria pagará taxas de juros menores, conseguirá uma porcentagem maior do valor final do imóvel no financiamento e terá prazos de carência mais flexíveis. Os mutuários inadimplentes não terão esses benefícios.Segundo o diretor de finanças do banco, Valdery Albuquerque, o programa, ainda em fase de avaliação, atribuirá desde notas A (para os clientes que não atrasam os pagamentos) até H (para os mais inadimplentes) e, a partir daí, concederá os benefícios. "Não achamos que os inadimplentes sejam pessoas de mau caráter, mas no Brasil existe uma cultura que aceita que as pessoas não precisem manter em dias as prestações do financiamento", afirmou Valdery. "Privilegiamos de fato o bom pagador", afirmou.A intenção da Caixa é diminuir a inadimplência entre os mutuários, hoje em aproximadamente 14%. Antes de 1995, esse número ficava em cerca de 30%. Albuquerque atribui a inadimplência à desmotivação dos clientes com as prestações quando o plano de financiamento já está em uma fase avançada. "Nas primeiras prestações, os clientes estão animados com a possibilidade de aquisição da casa própria. Mas lá pelo segundo ano de pagamento, já consideram as prestações como um fardo", diz. Com o sistema, o banco deseja acompanhar a modernização do fornecimento de crédito no país, segundo informou o diretor. "Queremos deixar bem claro que, se os índices de inadimplência forem muito altos, menos crédito poderá ser concedido no ano que vem. Quem se prejudica com isso são os próprios clientes. Não podemos ser lenientes com dinheiro público", concluiu. O banco considera importante conceder ao cliente o financiamento que este pode pagar, de acordo com seus rendimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.