Caixa pode liberar até R$ 10 bilhões do FGTS-FI

A crise financeira aumentou a procura de empresas interessadas em tomar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A operação acontece por meio do fundo de investimento criado para usar parte do dinheiro do trabalhador para financiar obras de infraestrutura, o FI-FGTS. Segundo a Caixa Econômica Federal, mais de 45 empresas tentam obter parte dos até R$ 10 bilhões que podem ser liberados ainda este semestre. Há apenas dois meses, no fim de outubro, só 11 companhias haviam oficializado o interesse no dinheiro. A informação foi dada ontem pelo vice-presidente de gestão de recursos de terceiros do banco, Bolívar Tarragó Moura Neto. Com o agravamento da crise, o mercado de crédito se retraiu e empresas passaram a ter dificuldade extra para tomar recursos para financiar investimentos. Quando há dinheiro disponível, o juro é mais alto do que há poucos meses. Diante desse cenário, muitas companhias passaram a procurar a Caixa em busca de recursos dos FI-FGTS, que têm juros mais baixos que as linhas disponíveis no mercado. É esse cenário que fez o número de projetos em análise mais que triplicar em pouco mais de 60 dias.Após reunião de mais de uma hora entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e a presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho, o vice-presidente do banco afirmou que o governo espera que entre R$ 7 bilhões e R$ 10 bilhões do FGTS possam ser investidos em projetos de infraestrutura via FI-FGTS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.