Caixa pode voltar a financiar imóvel para classe média

A Caixa Econômica Federal pretende, até o final do ano, voltar a financiar a compra da casa própria pela classe média. Segundo o diretor de finanças da instituição, Valdery Albuquerque, o empréstimo será dirigido para a aquisição de imóveis novos ou em construção. A opção pelo imóvel usado poderá ser feita via consórcio de imóveis, que a Caixa também lançará até o mês de dezembro (veja link abaixo).Para que a Caixa possa voltar a financiar a casa própria para as famílias com renda superior a R$ 3.250,00 é preciso encontrar uma fonte de recursos segura e com taxa de juros compatível para um empréstimo de longo prazo. A única opção no momento, fora os recursos da caderneta de poupança que estão mais do que comprometidos com o financiamento habitacional, é o dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).A Caixa já está negociando com o Ministério do Trabalho e deverá submeter, em breve, ao Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) proposta de empréstimo no valor de R$ 1 bilhão pelo prazo de 15 anos, com correção pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Este dinheiro seria suficiente para o financiamento de pelo menos 20 mil imóveis na faixa de R$ 50 mil cada um. O financiamento direto para a classe média para a compra de imóveis novos ou em construção foi suspenso pela Caixa no último dia 31 de agosto.Imóveis usadosDesde o ano passado a Caixa não vinha mais financiando de imediato a aquisição de imóveis usados. Para a compra de imóveis usados, também suspensa no último dia de agosto, ela vinha exigindo uma poupança prévia de 12 meses, no valor mensal da prestação do financiamento pretendido. Segundo o banco, a suspensão do financiamento para a classe média se deve às condições atuais da captação em caderneta de poupança.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2001 | 17h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.