Caixa quer vender carteira imobiliária

A Caixa Econômica Federal vai contratar, via licitação pública, uma empresa de rating (avaliação de risco de investimentos) para fazer a classificação da sua carteira imobiliária, com o objetivo de vendê-la. A informação foi transmitida pelo diretor de Finanças da instituição, Valdery Albuquerque. Segundo ele, a expectativa da Caixa é, além de obter mais recursos para o financiamento habitacional, limpar o balanço da instituição das operações do velho Sistema Financeiro da Habitação (SFH).Segundo a Caixa, a instituição detém hoje cerca de 1,6 milhão de contratos de financiamento imobiliário. O saldo dessas operações é de R$ 55,8 bilhões, incluído o saldo devedor das carteiras de crédito cedidas ou adquiridas pela Caixa de outras instituições. A carteira antiga do SFH, com contratos assinados até 1996 com ou sem cobertura do Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS), soma R$ 30 bilhões.A classificação da carteira imobiliária da Caixa faz parte da estratégia da instituição de deslanchar o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). No começo da semana o presidente da Caixa, Emílio Carazzai, anunciou que a partir deste mês todas as operações de financiamento da casa própria para a classe média serão feitas dentro do novo sistema. Com o padrão de acordo definido e a garantia da retomada do imóvel, a Caixa acredita que será mais fácil negociar esses contratos no mercado secundário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.