Caixa reabre crédito para a classe média

A classe média vai contar novamente com a opção de financiamento imobiliário pela Caixa Econômica Federal. As linhas de crédito habitacional para famílias com renda mensal superior a 12 salários mínimos (R$ 2.160), que estavam suspensas pela Caixa desde o dia 31 de agosto, serão reabertas a partir de janeiro, agora abastecidas com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).Para a Caixa retomar os financiamentos da casa própria para a classe média, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou na semana passada a criação do Programa FAT-Habitação, que vai liberar R$ 1 bilhão em recursos.O empréstimo para que a classe média compre unidades usadas, no entanto, continua suspenso, já que o programa prevê a liberação de recursos apenas para a aquisição de imóveis novos (com até seis meses, contados a partir do recebimento do "habite-se"), para a compra de unidades na planta e para a construção individual, ao mutuário interessado em construir o próprio imóvel.O Codefat fixou os juros máximos que poderão ser cobrados dos mutuários nas três linhas de financiamento: na compra de imóvel na planta ou na construção individual, será adotada a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), que atualmente está em 10% ao ano, mais uma taxa fixa de 4% ao ano. Para aquisição de unidade pronta, também será usada a TJLP, porém o juro fixo será de 5,5% ao ano. A Caixa ainda precisa definir as demais normas de financiamento, como o tipo de garantia a ser adotado, o sistema de amortização, etc., explica Nédio Rosselli, gerente de Mercado da instituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.