coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Caixa reduz taxa de juros pela terceira vez em 2009

Segundo informações obtidas pela 'Agência Estado', 20 linhas de crédito terão juros menores

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

06 de fevereiro de 2009 | 13h39

A Caixa Econômica Federal vai anunciar nesta tarde uma nova rodada de redução na taxa de juros, nos empréstimos concedidos pelo banco, para pessoa física e jurídica. Esta é a terceira redução de juros da Caixa, em 2009. Segundo informações obtidas pela Agência Estado, junto à Caixa Econômica, 20 linhas de crédito terão taxas de juros menores, com redução linear de 10,7%. A Caixa informou que a medida beneficiará pessoas físicas e empresas de todos os portes. Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise Para a pessoa física, a redução dos juros vai beneficiar principalmente a compra de material de construção, automóveis e empréstimos consignado. Para as empresas, as maiores reduções são para capital de giro e antecipação de recebíveis. De acordo com a Caixa, para o empréstimo consignado, no valor de R$ 10 mil, cujo prazo de pagamento é de 60 meses, a taxa de juros caiu de 2,35% ao mês para 2,07%. Com essa queda, a prestação que o cliente do banco terá de pagar cairá, por exemplo, de R$ 313,54 para R$ 293,38; uma economia mensal de R$ 20,16. No final do empréstimo o cliente do banco terá economizado R$ 1.209,60. Para os empréstimos de compra de veículos, as taxas vão cair de 2,99% para 2,18%. Se o cliente do banco tomar um empréstimo de R$ 30 mil, com prazo de pagamento de 36 meses, a economia será de R$ 3.456,00, no final do período de financiamento. Na linha de financiamento Construcard a redução da taxa é de 1,69% para 1,59%. Em uma operação de linha no valor de R$ 10 mil, num prazo de 58 meses, a economia será de R$ 400,00. Só que nessa operação a nova taxa passará a vigorar apenas a partir de 16/02. As demais a partir de segunda-feira, dia 9. A Caixa também reduziu as taxas do crédito consignado do INSS. A taxa caiu de 2,35% para 2,07%. Nos empréstimos de micropenhor a Caixa reduziu de 1,90% para 1,60. As taxas para as empresas de capital de giro caíram em média 13,67%. Uma operação de crédito em 18 meses, por exemplo, cuja taxa era de 2,53% ao mês, passa para 2,07% ao mês. No empréstimo de R$ 100 mil a economia será de R$ 12 mil. O cheque empresa-caixa, as taxas foram reduzidas em todas as faixas, em especial para as micro e pequenas empresas, cuja taxa caiu de 5,99% para 5,39%. Segundo a Caixa a redução dos custos operacionais e o menor custo médio de captação dos recursos no mercado foram direcionados para beneficiar os clientes. O banco trabalha com a meta de ampliar a carteira de crédito em 30% em 2009 e destaca que com essa redução de juros cumpre o seu papel de banco público, contribuindo para minimizar o impacto da crise financeira internacional na economia brasileira. A Caixa avalia que essa redução vai beneficiar os clientes e ajudar o banco a expandir a sua carteira. A orientação dada aos superintendentes regionais e gerais do banco é buscar projetos e operações com o objetivo de aquecer a economia local e gerar emprego e renda. O banco destaca que a Caixa vem respeitando as melhores práticas do mercado e melhorando a qualidade do crédito, contribuindo para manter em patamares elevados os níveis de financiamento da economia, ao mesmo tempo que amplia o volume de seus negócios. Os bancos públicos estão sendo cobrados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a redução dos juros e o anuncio da Caixa ocorre depois do Banco do Brasil ter também anunciado a redução de juros para empréstimos às empresas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.