Caixa tem R$ 2,9 bi para micro e pequenas empresas

A Caixa Econômica Federal (CEF) disponibilizará, em 2002, R$ 2,9 bilhões para as micro e pequenas empresas. Segundo o diretor de Serviços Financeiros da instituição, Luiz Francisco Monteiro de Barros, no ano passado, a Caixa saiu do mercado das grandes empresas para ?dar atendimento especializado aos pequenos empresários, que são o nosso segmento ?corporate?".O volume de contratações da CEF cresceu 10% no ano passado em relação a 2000 para pessoa jurídica. Foram R$ 2,95 bilhões emprestados no ano, com quase meio milhão de contratos realizados. As micro e pequenas empresas receberam 90% desse total. ?É exatamente nesse nicho que está o foco da Caixa desde 1999, quando o governo federal lançou o programa Brasil Empreendedor?, explicou Barros.De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, 43% do total emprestado foi destinado a capital de giro para alavancagem dos negócios das micro e pequenas empresas. O aumento do valor contratado em capital de giro foi de 55,6%, com um crescimento na quantidade de contratações de 38,4%. No ano passado, foram abertas 78.401 contas para empresas na Caixa, um aumento de 18,21% na sua base de clientes Pessoa Jurídica. A expansão na Caixa foi superior à apresentada pelo mercado de crédito, segundo dados do Banco Central. O estoque das carteiras de livre movimentação, aumentou 29% no ano de 2001 (posição em novembro de 2001), quando comparadas com o mesmo período do ano anterior, enquanto que na CEF o estoque cresceu 194% no mesmo período, considerando todos os recursos aplicados. No mesmo ano, a Caixa atingiu a 19ª posição, num ranking de 119 instituições financeiras. Para 2002, a expectativa da Caixa é ter uma participação de 1,5% no mercado, o que representará um aumento de 40% nos números atuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.